Arquivo de Tag | romance

Look: Fantasy in the woods

Hey, moranguinhos!

Eu prometi voltar pra mostrar os detalhes do look que montei na Marisa semana passada pro concurso cultural, né?
Eu gostei tanto desse look que entro em crise só de pensar que não comprei nenhuma das peças de roupa que usei nele. Sério, vou deprimir com isso ainda.
Acho que gostei tanto do look porque ele tem esse quê de romantismo e delicadeza que me lembra um conto de fadas ou um passeio no bosque.
Todo mundo tem essas fases de estilo, né? Querendo ser mais descolada por um tempo, depois mais romântica, vintage, moderna, fashion, rock… Atualmente, meu estilo tem ficado bem entre o vintage e o romântico e estou gostando bastante disso. Nunca tinha pensado que romantismo combinasse comigo, mas não é que combina?!





Anotei aqui os preços das peças pra vocês:
Saia  – R$49,99
blusa – R$25,99
camisa – R$49,99
colar – R$29,99
bolsa – R$69,99

O que acharam do look, amores?

Look: She dreams about romance and flowers

Hey, moranguinhos! Já faz um tempo desde que postei o último – e primeiro – look aqui no blog, né?
Hoje, eu e a Bru passamos a tarde bolando novidades aqui pro Morango no Mel e fomos dar uma volta pelo centro e esse foi o look que eu usei. Queria algo que fosse simples, alegre e com um ar de liberdade e acho que foi exatamente o que eu senti vestindo esse look.
Tenho um xodó incrível por essa saia e vou explicar para vocês o porquê: passei as últimas férias em Bauru, que é a cidade onde toda a minha família mora e onde eu morava até o começo do ano passado, e passei um tempo especial com a minha avó, do tipo de tempo que eu não passava com ela desde que era bem nova. A minha avó, para quem não sabe, é uma costureira incrível – boto a mão no fogo de dizer que ela bola coisas mais legais que muito estilista por aí! – e resolveu costurar algumas roupas para mim. Eu era louca por uma saia assim, exatamente assim, então, quando vi esse tecido florido na loja de tecidos em que fui com a vó, fiquei super empolgada e pedi para que ela me fizesse uma saia com ele.
A saia ficou perfeita! Exatamente como eu queria! Acho até que demorei demais pra mostrá-la para vocês.
Ah, e esse colar de coruja é o meu dengo. Eu já cheguei a mudar completamente a roupa só porque achava que não combinaria com ele. E, surpresa, ele também foi um presente da minha vó. Já deu pra ver que o look é totalmente dedicado a ela, hm?
Aí está uma coisa que eu gosto demais nesse look: ele é totalmente econômico! Além da saia ter sido feita pela vó, a blusinha foi um achado no armário da mãe e estava encostada ali há um tempo já, o sapatinho foi comprado em Jaú (terra do calçado, né? Lá é tudo bem em conta!) e o cinto foi presente da mãe, não lembro onde ela comprou, mas lembro dela ter dito que foi um achado.
Espero que tenham gostado do look e que possam se inspirar com ele.
Quanto às minhas outras roupas exclusivas “made by granny”, eu prometo que ainda mostro todas para vocês, amores.
Beijos.

(Fotos por Bruninha Gonçalves)

Blusa: Disritmia (diretamente do armário da mamãe)
Saia: feita pela minha avó!
Sapato: Valéria Prado
Colar: lojinha de bijoux no centro de Bauru
Cinto: super achado de uma loja de Bauru
Esmalte: Fina Flor (Madri)

Tumblr Time #1

Estava dando uma volta pelo Tumblr e encontrei umas imagens tão lindas que vir aqui para compartilhar algumas delas com vocês foi quase instintivo. Já aproveito pra dizer rapidinho o que tanto gostei nessas fotos.

Eu sou completamente apaixonada por cute food, em especial esses cupcakes decorados e lindos. Sempre que vejo uma foto dessas, tenho vontade de uma tea party com cupcakes bonitinhos.

Mais uma foto estilo cute food. E essa ainda tem uma xícara linda para dar todo o ar romântico e aquele biscoitinho ali está uma graça. Se alguém quiser me convidar para uma tea party nesse estilo, fique à vontade e conte com a minha presença.

Colares com pingente de chave sempre me deixaram encantada. Acho lindo o romantismo por trás disso tudo e essa foto retratou isso muito bem. É elegante, calma e tem essa aura romântica do colar. Coisa mais linda.

Amo master anéis e achei esses dois lindos demais. Laços são sempre lindos. Estão na moda agora, mas são o tipo de acessório que nunca vai perder a beleza. O outro anel também é lindo. Este ano, me tornei tão fascinada por anéis que não posso ver a foto de um por aí sem ficar morrendo de vontade de comprar um igual.

Ah, livros. Livros são o meu grande amor desde criança. Eu sempre amei ler e escrever e acredito que são as duas coisas que me fazem mais bem na vida. Como eu sempre tive esse sonho de ser escritora, ver essa foto me fez lembrar de tudo, principalmente por esse ar encantado da imagem.

E vocês, amores, gostaram das fotos? Qual acharam a mais bonita?

“How did they ever make a film of Lolita?”

Hora de estrear nossa linda seção Volta ao Mundo!

Bom, esses dias, eu estava fuçando alguns sites de filmes e encontrei um que parecia bem interessante. Como eu adoro filmes mais antigos e sem efeitos, do tipo mais “parado” mesmo, eu li a sinopse de Lolita(1962) e achei que parecia realmente algo que eu ia gostar.

Lolita

Cartaz do filme em francês. A frase diz algo do tipo "como foi que fizeram um filme sobre Lolita?"

E ainda com vários pontos a mais por um detalhe: ser dirigido por ninguém menos do que Stanley Kubrick.

O filme é uma adaptação do romance escrito pelo russo Vladimir Nabokov em 1955, que conta a história do prof. Humbert (James Mason), um professor de poesia francesa que, ao se hospedar em uma pensão nos Estados Unidos, sente uma forte atração por uma “ninfeta” de aproximadamente 12 anos, Dolores Haze (Sue Lyon), filha de sua senhoria.

A obra se inicia com um confuso assassinato cometido por Humbert que, ao adentrar uma grande casa aparentemente abandonada, dirige-se a um homem ali presente, a quem chama de Quilty, e o mata, apesar das súplicas do outro.

Após algumas cenas, o professor finalmente chega à pensão na qual se desenvolve grande parte da trama. Para se aproximar da menina, apelidada de Lolita, o homem resolve se deixar envolver com a mãe dela, o que inicia todo o conflito do roteiro.

Para quem quiser ter um gostinho, encontrei o trailer:

Pra quem gosta de obras cultuadas e polêmicas, o filme é simplesmente incrível.  O corte de filmagem mais demorado, as falas e figurinos dão todo o charme “vintage” à coisa.

A direção é fantástica, se bem que, quando se trata de Kubrick, eu sou totalmente suspeita pra falar, como boa fã do trabalho dele. Lolita foi o sexto filme do diretor, que aceitou o desafio de adaptar essa obra, que já havia inclusive sido banida em Paris entre 1956 e 1958 e publicada com cortes nos Estados Unidos e Reino Unido antes de 1958.

Não há cenas pesadas no filme, apesar do roteiro controverso e polêmico, mas enquanto pesquisava um pouco mais para escrever aqui pro blog, descobri que Lolita foi adaptada novamente em 1997 por Adrian Lyne, em uma versão que parece reforçar a polêmica. Alguns sites até se referem a essa versão como “R-Rated Lolita”, que seria como uma versão mais censurada.

Encontrei o trailer dessa versão também, e não simpatizei muito com essa Lolita, confesso:

Ainda não assisti essa outra versão pra ver como é, mas pretendo procurar sim e dar uma olhada – e se for o caso, até indicar aqui também – assim como também quero ver se encontro o livro em algum sebo por aí.

Lolita (1962), dirigido por Stanley Kubrick, é indicação do Morango no Mel!